Irã X Iraque

O Iraque, ocupado desde 2003 pela coalizão comandada pelos EUA e pelo Reino Unido, segue numa situação de desagregação acelerada, com atentados suicidas e conflitos diários. O país vive, segundo analistas, um quadro de guerra civil. Ao derrubar o regime de Saddam Hussein, o governo norte-americano prometia levar a democracia à nação, mas a realidade atual está bem distante disso.

O Irã, república islâmica dirigida por religiosos xiitas, sofre intensa pressão da ONU para interromper o seu programa nuclear. Embora o governo iraniano assegure que seus planos de utilização dessa tecnologia são pacíficos, as grandes potências mundiais temem que a verdadeira intenção seja produzir armamentos atômicos.

 

PESADELO DAS ARÁBIAS

Por mais de duas décadas os métodos arbitrários e cruéis do ditador do Iraque, Saddam Hussein, fizeram de seu país palco central e explosivos conflitos. Controlando uma das maiores reservas mundiais de petróleo, Saddam planejava unir todos os países árabes e comandá-los. Para concretizar eu objetivo, não hesitou em travar uma guerra sangrenta contra o vizinho Irã, invadir e tentar controlar o Kuwait, provocando a implacável intervenção dos norte-americanos. Os EUA não poderiam deixar que Saddam prejudicasse o fornecimento de petróleo, do qual sua economia é dependente. Assim, Bush acabou o trabalho que seu pai começara na Primeira Guerra do Golfo e depôs Saddam.

Mais que isso, o governo norte americano manobrou para que o violento ditador fosse enforcado. A trilha que Saddam seguiu rumo ao poder começou do Iraque Central, em Tarkrit, onde nasce em 1937. Sua infância foi pobre e brutal, sempre com espancamento de seu padrasto.

No país onde a política é um jogo violento, Saddam usou e abusou da crueldade para conquistar a liderança. Em 1956, ele se filiou ao partido clandestino BAATH e participou em 1959 de uma tentativa fracassada de assassinato do então ditador militar general Abdul Karim Qassem. Sofreu exílio político e quando voltou a Iraque,em junho de 1979, Saddam finalmente deu o bote e assumiu o cargo de primeiro ministro, chefe do conselho do comando da revolução e comandante chefe das forças armadas.

A partir de então, Saddam inaugurou seu reinado de terror, perseguindo e assassinando oponentes ou qualquer outro que o desagradasse. Sua ditadura foi caracterizada por uma mistura de megalomania e paranóia.

 

CONFLITO NA PENÍNSULA ARÁBICA

Saddam se enxergava como o líder de todos os árabes. Quando a nova revolução islâmica destituiu o Xá Reza Pahlevi em 1979 o ditador acabou com possível ameaça iraniana e invadiu o país em setembro de 1980. A desastrosa guerra que se seguiu durou oito anos e custou milhões de vidas. Cinicamente,os EUA financiaram os dois lados,fornecendo armas e ignorando as atrocidades de Saddam.

A guerra deixou a economia do Iraque em frangalhos. Saddam precisava aumentar sua receita para financiar o grande exército com o qual planejava conquistar a supremacia árabe.

Mesmo com a perda da guerra e o aumento das pressões internas, Saddam se manteve no poder. Como parte da rendição, foi obrigado pela ONU a eliminar todas as suas armas de destruição em massa. Além disso, a comunidade internacional impôs duras sanções ao Iraque, o que minou ainda mais a economia e aumentou a oposição ao ditador.

A pressão internacional cresceu com a eleição de Bush, em 2000. Com os ataques ao Pentágono e às Torres Gêmeas pela Al-Qaida, Bush conseguiu mobilizar a opinião publica contra o Iraque, o qual, na verdade não tinha nada a ver com os atentados. Com isso, o reino de terror de Saddam caiu em Bagdá em 2003 e levou à perseguição e sua execução mais tarde.

 

DURANTE O CONFLITO… E A ONU? 

A ONU até agiu, mas de forma muito sutil por meio do CS, pois ainda hoje, ronda o clima de “terrorismo” por causa do fato de Irã ter vencido os EUA (superpotência) e por causa da sua tecnologia nuclear.

 

 

 

FONTE:

1)http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20071204143843AATQMsS&show=7

2)Revista Grandes Líderes da História

Págs. 29 a 31

3)Guia do Estudante – Atualidades Vestibular 2008

Págs. 70 a 75

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: